quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Paraísos Azuis

Finíssimas linhas e rios
rumorejam, riscam, rebordam
o matizado mapa-mandala
da inebriante memória
em cintilantes cores e fios
desenham asas e histórias
cristais, topázios, opalas
em curvas, pontes, desvios
traçando vidas e flores
iluminando vazios
preenchendo vácuos e vãos
sobrevoando dores e estios
em êxtases, mergulhos, fastios
entrelaçando almas e sonhos
caminhos, mundos e mãos
inventam rendas e rumos
imprevisíveis, risonhos....

(Ana Luisa Kaminski)


"Paraíso Azul"
Pintura de Ana Luisa Kaminski



"Meditação Azul"
Pintura de Ana Luisa Kaminski


CINTILÂNCIAS

No fluir das águas
rugir das cachoeiras
espasmos das pedras
volteios do vapor
vislumbro as cintilâncias
da vida criativa:
dançam as borboletas
suspiram as estrelas
em meu íntimo azulado
respingos verdes, violeta...


(Ana Luisa Kaminski)


"Ninfa Azul no Paraíso"
Pintura de Ana Luisa Kaminski


Parecia não ter fim aquela sede do mundo e a mulher-água tinha muitos afluentes: ternura e graça, poesia e maciez na língua, oásis e plantas irrigadas. Mas assim que toda a verve líquida desejava correr em fluxo contínuo, rochas obrigavam a água a estancar e a se repartir, perdendo força, transformando-se de novo em pequenos lagos isolados. A natureza seguia seu curso em vários movimentos, muitas vezes contrariando a si mesma. Estancava quando queria puxar. Até que, aqui e ali, uma nova reunião das águas se transformava numa cascata que arrebentava as emoções sutis. A ternura e a graça, a poesia e a maciez da língua, os oásis mais puros e as plantas irrigadas, tudo exposto à tempestade.
(Célia Musilli)

14 comentários:

  1. cuando me cruzo con arte como el tuyo de repente me quedo sin palabras. Es TANTO lo que expresas y el valor simbólico de tus trabajos que solo me queda abandonarme a la contemplación!
    Belleza pura, querida Ana!

    Te abraza,
    Cari.

    ResponderExcluir
  2. Grata pela delicadeza, querida Carina! Beijos alados e multicoloridos para ti. Também aprecio muito teu trabalho.

    ResponderExcluir
  3. Aqui respira-se arte! belas obras!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Que lindo, Ana,

    Entre borboletas e fadas, estrelas de todas as cores, seu azul reverbera com iridiscências douradas e um pouco de rosa... Encantada estou com a dança das estrelas em cada verso seu.

    Beijos, carinho
    Madalena

    ResponderExcluir
  5. Grata pelo carinho, amigas! Beijos azulados e lilases para vocês.

    ResponderExcluir
  6. aqui tudo flui nos levando pelos sentimentos. lindo espaço! beijos!

    ResponderExcluir
  7. Tua presença aqui é sempre bem vinda e preciosa, doce amiga Luciana. Beijos leves e alados para ti, e grata pela visita.

    ResponderExcluir
  8. Paradisos Blaus

    Línies fines i rius
    serpegen,
    tracen, retallen,
    el mandala
    de memòria embriagadora
    pintat en colors brillants i esmolats,
    dibuixen ales... històries,
    cristalls, topazis, òpals,
    en revolades, ponts, serpentines,
    tracen flors i vides,
    en èxtasi, il•luminen la fosca,
    omplen buidors i llacunes,
    ultrapassen dolors, estius,
    capbussades, tedis,
    entrellacen ànimes i somnis
    camins, mans i móns
    inventen llocs i adreces
    així, volàtils i rialleres...


    Um abraço...

    ResponderExcluir
  9. Caro amigo Salvador, agradeço pelo delicado presente! Que gentileza tua, postar a tradução do meu poema, e como soa diferente nesta linda língua!...Fico muito contente com a partilha poética, com esta troca de azuis, com tua amabilidade. Que nossos dias sejam sempre plenos de arte. Abraços alados!

    ResponderExcluir
  10. Ana que nos encanta com lindas obras, talento precioso e bom gosto nas idéias e como lida com as cores.
    Dificil fica escolher um entre tantos.
    Foi um grande achado para mim conhecer estas maravilhas que só cresce a cada novo trabalho.
    A minha escola na arte, está sendo conhecer referênciais nos grandes mestres e desde já te coloco como uma fonte inspiradora da grande mestra que És no mundo da Arte.
    Obrigado pelo lindo trabalho que desenvolve e nos presenteia.

    Que o Pai Celestial A continue inspirando sempre...
    Paz e Luz!!!!

    Caco-09/02/2011-

    ResponderExcluir
  11. Oi Ana,

    são muito lindas as tuas expressões.
    Abraços e agradeço pelas suas inspirações.
    Cristina

    ResponderExcluir
  12. Grata pela visita e pelo comentário, Cristina. Beijos alados azuis!

    ResponderExcluir
  13. delle donne cosi fantastiche che escono dai boschi abotari da elfi, gnomi, folletti,sono un agioia agli occhi di noi comuni mortali, che vedendo queste figure oniriche cosi fantastiche , leggiadre, un inno alla bellezza cosi intrigante piena di armonia ed eros possiamo solo ringraziare l'artista Ana luisa Kaminski, per regalarci queste perle,questi gioielli, questi disegni, da affiggere subito alla parete di casa e restare estasiati a goderci queste figure fantastiche, che altrimenti potremmo solo vedere in sogno grazie Ana Luisa

    ResponderExcluir
  14. Ela dança as fases da lua
    tece vento e o ar rodopia
    põe no colo os bichos das ruas
    põe no chão quem quer correria
    põe as mãos de alguém entre as suas
    e é o nascer de um sol, mais um dia
    Do aroma rosa da arte
    ela extrai a cor da alegria
    do lilás do olhar de quem parte
    faz o azul de quem ficaria
    do vermelho ardor do estandarte
    o nascer de um sol, mais um dia
    Tem a solidão do poeta
    a paixão da chuva tardia
    escultora da linha reta
    que a luz percorre e esta via
    salta do seu olho, é uma seta
    o nascer do sol, mais um dia
    São brilhos de estrelas na perna
    e a noite que a estrela anuncia
    a paixão é estranha caverna
    quem tem medo e amor já sabia
    uma noite nunca é eterna
    é o nascer do sol, mais um dia
    Ela pisa as ruas do tempo
    já foi louca, princesa e Maria
    faz de azul mais que cor, sentimento
    mina d'água, azul, poesia
    faz soar as rimas que invento
    e é o nascer do sol, mais um dia

    A Fada Azul — Oswaldo Montenegro

    ResponderExcluir